Creation Science News


Universo surgiu do nada e por acaso, diz astrofísico Lawrence Krauss
14/01/2012, 4:04 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Lawrence Krauss

Um dos mais badalados cientistas da atualidade, devido, principalmente, aos esforços em popularizar a ciência, fazendo com que as pessoas deixem a religião de lado e aprendam sobre as belezas de um universo acidental e sem propósito, o astrofísico americano-canadense Lawrence Krauss causou polêmica com o lançamento do livro A Universe From Nothing (Um Universo do Nada, em tradução livre). Segundo o autor, o universo aconteceu por acaso e veio do nada – algo instável e que sempre acaba reagindo, sem precisar de interferência divina.

Krauss, quem tem algumas obras publicadas no Brasil, como A física de Jornada nas Estrelas, já havia enfurecido grupos religiosos americanos quando realizou uma apresentação sobre a origem do universo – o material, que parou no youtube (http://www.youtube.com/watch?v=7ImvlS8PLIo), já foi assistido por mais de um milhão de pessoas. Comentários acusando o astrofísico de querer acabar com Deus se multiplicaram na internet. Mas o autointitulado antiteista garante: essa era a intenção.

Em entrevista exclusiva ao Terra, em Washington, Krauss defende que um universo aleatório e uma vida sem supervisão divina proporcionam mais significado à existência. Confira a seguir a conversa com o cientista, que aborda a possibilidade de diversos universos serem resultantes de um nada com leis distintas da física.

Terra – De acordo com sua teoria, o universo é apenas um acidente que aconteceu sem a supervisão de um ser superior. A ideia de que estamos aqui por acaso não implica que a vida não tem um sentido maior?

 Lawrence Krauss Não há propósito evidente para o universo. A vida no nosso universo pode ser apenas um acidente. Podemos tentar entender como o universo foi criado, mas não temos como identificar um objetivo evidente. Mas isso não deve nos desolar. É motivo para sermos mais felizes. O propósito e o significado da nossa vida são criados por nós. Isso nos dá mais poder. Em vez de sermos governados por um ditador universal, como meu amigo Christopher Hitchens (famoso ateísta autor do best-seller Deus não é grande (Ediouro), que recente morreu de câncer) diria, criamos nosso próprio significado. Isso deve nos empolgar, pois dá mais sentindo a tudo que fazemos.

Terra – Você não acha que sua mensagem pode fazer com que muitas pessoas percam a vontade de viver, se acreditarem que não existe nada além desta vida, que não há um ser superior que se importa com elas e que não passamos de um acidente?

 Krauss – Ao contrário, temos que tirar o máximo de proveito deste incrível acaso. Temos muita sorte de estarmos aqui, de termos a capacidade de pensar, experimentar o universo em toda a sua glória, poder entender até os seus primeiros momentos. Somos incrivelmente sortudos. Devemos explorar tudo que for possível, todas as aventuras que encontrarmos, intelectuais e de outras naturezas.

Terra – No seu novo livro, você fala em multiversos, ou seja, na existência de diversos universos passados, presentes e futuros, teorizando que talvez não existam leis universais da física e que as leis da física podem ser diferentes de acordo com cada universo. Como que o nada pode produzir resultados diferentes?

Krauss – Talvez não exista mesmo um conjunto universal de leis da física. No caso de multiversos, é muito possível que cada universo tenha leis diferentes. O fato de o nada poder produzir universos diferentes é, na verdade, bem simples. A mecânica quântica nos mostra que tudo está acontecendo ao mesmo tempo e que todas as possibilidades são realizadas. Mesmo em um espaço vazio, há partículas saindo do nada, constantemente. Não apenas isso acontece, como é vital. Na verdade, a maior parte da massa corporal de uma pessoa é determinada pelas partículas que saltam, constantemente, para dentro e para fora do espaço, neste exato momento. A mecânica quântica nos diz que o nada vai, eventualmente, produzir algo. O nada é instável.

Terra – Qual é a probabilidade de estes multiversos estarem interagindo com o nosso universo?

Krauss – Há diversos tipos de multiversos. Uma possibilidade é que existem muitos universos tão desconectados de nós que nunca interagirão com o nosso universo. Nesse caso, nunca os conheceremos empiricamente, eles sempre estarão separados de nós. No caso da teoria das cordas (string theory, o termo em inglês mais usado), há a possibilidade da existência de outros universos literalmente a um milímetro do meu nariz, em outra dimensão. Nesse caso, é possível que algo que acontece em um universo pode impactar outro universo. Portanto, algumas coisas que vemos no nosso universo podem ser fatores aleatórios que estão acontecendo em outro universo.

Terra – Então, você não acredita mesmo em Deus?

Krauss – Considero presunçoso se dizer ateísta, pois não posso garantir que o universo não foi criado com um objetivo, apesar de não haver nenhuma evidência disso. Mas posso dizer que não gostaria de viver em um universo onde existe um Deus, um universo onde eu não passaria de um cordeiro, sem controle sobre a minha existência. Um universo no qual, no caso de algumas religiões, se você faz algo errado, você fica condenado pela eternidade. É um conceito ridículo e horrível. Prefiro viver em um universo onde eu conquisto um significado para a minha vida e uso minha cabeça para agir, em vez de ser mandado por um Deus que, por vezes, é muito vingativo.

Fonte: Terra

—————————————————–

COMENTÁRIO NOSSO:

Por Daniel F. Zordan

Quero destacar apenas a última resposta de Krauss, onde disse: “Considero presunçoso se dizer ateísta, pois não posso garantir que o universo não foi criado com um objetivo, apesar de não haver nenhuma evidência disso.” – Ele não pode afirmar ser um ateu convicto pelo fato de não ter provas de que universo não foi desenhado, criado, por um Ser inteligente, a saber, D’us.  E conclui dizendo que não há nenhuma evidência disso.

A pergunta é:. Por acaso existem evidências de que o universo surgiu espontaneamente, por acaso, acidentalmente, do nada?

A resposta que ele deu vale para os dois lados. Eu, como teísta poderia dizer:  “não posso garantir que o universo não surgiu por acaso, acidentalmente, apesar de não haver nenhuma evidência disso.”

.

A ciência pode nos mostrar de que forma o universo e a vida evoluíram, mas não pode nos mostrar como veio a existência.  Como dizia Albert Einstein “do mundo dos fatos [física/matéria] não conduz nenhum caminho para o mundo dos valores [espiritual/D’us]; porque estes vem de outra região”  – disse também, “Não existe nenhum caminho lógico para o descobrimento das leis elementares – o único caminho é o da intuição”


3 Comentários so far
Deixe um comentário

Krauss – A vida no nosso universo pode ser apenas um acidente.

Mas acidentes não geram vida complexa, específica e inteligente, só caos e desordem.

Ao contrário, temos que tirar o máximo de proveito deste incrível acaso. Temos muita sorte de estarmos aqui,…

Como dizia Hegel “tudo quanto existe tem a sua razão de ser” ou seja, nada é por acaso. Acaso e sorte são impessoais, amorais.

O fato de o nada poder produzir universos diferentes é, na verdade, bem simples… Mesmo em um espaço vazio, há partículas saindo do nada, constantemente… A mecânica quântica nos diz que o nada vai, eventualmente, produzir algo.

São as declarações mais ilógicas e irracionais que já ouvi!

O príncipio da causalidade, bem aceito pelos físicos; menos por ele decerto; afirma que todos os seres finitos e limitados precisam de uma causa, e certamente não é o “NADA”, pois o próprio “nada” também foi criado.
Logo um Ser Inteligente Causador Infinito é a causa de nosso universo, requerendo um Início pois está de desgastando conforme a 2ª LEI da termodinâmica.

Deus é a Causa única necessária ilimitada incausada de tudo que existe: matéria, energia, espaço, tempo, (e o nada!) tanto quanto surgiu quanto agora que continua existindo. A CAUSA inicial Inteligente das causas.

Há diversos tipos de multiversos.

Afirma sem nenhuma prova empírica heurística científica. Pura especulação.

O universo pode ser uma casa com várias peças. Digamos que estamos no quarto, mas não podemos ver a sala, a cozinha… Mas continua uma só casa.

pois não posso garantir que o universo não foi criado com um objetivo, apesar de não haver nenhuma evidência disso.

O princípio antrópico do belo e organizado universo e a vida complexa são fortes evidências.

Uma explosão amoral, impessoal, material ter dado origem a seres morais, pessoais e inteligentes. Do nada ao tudo, do caos a ordem, do sem sentido ao sentido.
Na origem e ordem da vida, em leis delicadas e precisas, nas fartas evidências empíricas materiais/não materiais ao nosso redor corroboram um Criador Amoroso Pessoal, que se tornou em homem-Deus>>> JESUS.

Comentário por cícero

Seria possível um tornado passar por um ferro velho e criar um boing 747 em perfeito estado de voo?
É razoável afirmar que toda ordem pressupõe uma inteligência.
As pessoas inventam teorias, forjam evidências, criam polêmicas, ganham muito dinheiro com isso, mas nunca chegarão no ponto desejado.
Tentar refutar a Deus é realmente uma perca de tempo!

Comentário por Edilson vital de Barros Júnior

Para os naturalistas/evolucionistas tudo é possivel! Não somente de um ferro velho criar um boing 747.

Para eles, é até possivel de uma gota de óleo, no mar, surgir um navio espontâneamente. Basta esperar bilhões de anos! (Risos)

The peace of God

Comentário por creation science news - Por Daniel F. Zordan




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: