Creation Science News


RNA que ‘vira’ DNA pode explicar origem da vida na Terra
23/03/2013, 7:16 PM
Filed under: :::::: PUBLICAÇÕES: A - Z ::::::

Professor Nicholas Hud, do Instituto de Tecnologia da Georgia  (Credit: Georgia Institute of Technology)

Professor Nicholas Hud, do Instituto de Tecnologia da Georgia (Credit: Georgia Institute of Technology)

Moléculas de estruturas simples, como as do RNA, podem se agrupar e formar uma cadeia complexa de genes, semelhante à do DNA, dando pistas sobre a origem da vida, afirma estudo no Journal of the American Chemical Society.

Os cientistas tentam desvendar como a vida pode ter surgido na Terra há bilhões de anos, quando o planeta era ainda um ambiente oceânico. Uma das teorias mais conhecidas indica que o RNA, o ácido nucleico responsável pela síntese das proteínas nas células, pode ter sido um catalisador dessa “sopa” de materiais orgânicos e criado uma forma rudimentar de informação genética.

Porém, os pesquisadores não conseguiam explicar como esse processo ocorreu no passado, já que os nucleotídeos do RNA – conhecidos pelas siglas A, C, G e U – não se agrupam espontaneamente na água. Nicholas Hud, do Instituto de Tecnologia da Georgia, nos Estados Unidos, afirma que um proto-RNA pode solucionar esse mistério.

Junto com um químicos do Instituto de Pesquisas em Biomedicina de Barcelona, na Espanha, Hud viu que as moléculas de dois componentes químicos, o ácido cianúrico (CA) e a triaminopirimidina (TAP), formavam em anéis que, em seguida, podiam ser “empilhados” em uma cadeia quando estavam em um solvente orgânico.

Para conseguir o mesmo efeito na água, meio em que a dupla não conseguia se ligar, os pesquisadores tiveram de “tapear” as moléculas: eles aumentaram uma das pernas da TAP, criando um novo componente, o Tapas, que foi capaz de se agrupar ao CA para criar os anéis empilháveis.

Hud afirma que o experimento não prova que os dois elementos fazem parte desse protótipo do RNA, mas oferece uma explicação plausível para a formação da vida quando a Terra era um grande oceano.

UOL
.
Referência:
1. Brian J. Cafferty, Isaac Gállego, Michael C. Chen, Katherine I. Farley, Ramon Eritja, Nicholas V. Hud “Efficient Self-Assembly in Water of Long Noncovalent Polymers by Nucleobase Analogues” (Journal of the American Chemical Society, 2013; 135 (7): 2447 DOI: 10.1021/ja312155v)

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: