Creation Science News


Cientistas brasileiros descobrem que Minas Gerais já teve um mar
17/08/2014, 11:03 PM
Filed under: Sem categoria

Cientistas brasileiros descobrem que Minas Gerais já teve um mar

Foto: Google

Uma equipe de geólogos e paleontólogos da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), ambas do Brasil, encontrou evidências de que Minas Gerais já teve um mar.

As evidências foram encontradas em pedreiras nos arredores do município de Januária, no norte de Minas. Ali, os pesquisadores descobriram um tipo de fóssil especial: fragmentos de animais marinhos do gêneroCloudina, animais pequenos e extintos que viveram do período Ediacariano ao Cambriano na Terra.

Os fósseis são uma prova quase irrefutável de que, no passado, um braço de mar raso, com no máximo 10 metros de profundidade, cortava a região.

Mas quanto tempo é “no passado”?

Muito tempo. Há cerca de 550 milhões de anos.

Nessa época, os continentes tinham uma configuração muito diferente. A América do Sul, a África e a Antártida eram unidas em um bloco que formava o megacontinente de Gondwana. Os cientistas creem que o braço de mar tenha derivado de um antigo oceano batizado de Clymene, que separava o Gondwana da atual Amazônia.

A área onde o fóssil foi encontrado faz parte do chamado Grupo Bambuí, formação sedimentária da bacia do rio São Francisco, que se estende por cerca de 300 mil quilômetros e abrange também os estados da Bahia, Goiás, Tocantins e o Distrito Federal, de forma que o mar devia passar por todas essas regiões.

“Até agora ninguém havia seguramente encontrado fósseis de animais no Grupo Bambuí”, afirma Lucas Warren, professor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Unesp, mas que fazia pós-doutorado na USP quando a descoberta foi feita, no ano passado. “Além das cloudinas, também achamos ao menos três fragmentos atribuídos ao gênero Corumbella e rastros em rocha deixados provavelmente por um animal de corpo mole”.

Hype Science

Referências:

1. “Minas Gerais já teve praia” (Galileu, 24/07/2014)

2. “O último litoral de Minas” (FAPESP, 08/07/2014)

 

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: